Parabéns pelos 31 anos da AFPA!

Ontem a AFPA comemorou os 31 anos de existência, no Arraial da Barrinha, em Esmoriz.

Este ano foi um ano de muitas realizações e sucessos.
Desde Junho de 2018, temos sido uma equipa magnífica em realizar ações para a nossa Associação, nomeadamente em:

1- 2:ª edição do Dia do Cuidador (07/06/18),
2- organização das atividades aquáticas para as pessoas deficientes;
3- 3.ª edição do Dia do Cuidador (05/11/18);
4- jantar comemorativo dos 30 anos desta Associação, com a presença de mais de 60 pessoas (15/12/18);
5- participação da Trupe de Reis da AFPA;
6- promoção do Grupo Coral – “Nós p’ra Voz” (janeiro/19);
7- 4.ª edição do Dia do Cuidador (18/05/19);
8- implementação do GACI (Gabinete de Apoio ao Cuidador Informal), com assinatura de protocolos com prestadores de serviços;
9- organização da 1.ª edição do “Torneio Intergeracional de Natação Adaptada” da cidade de Ovar;
10- participação no Arraial da Barrinha com venda de produtos naturais e oferta de bens de apoio a cuidadores informais.  

Somos um grupo de voluntários grato por todo o tipo de apoio na realização deste sonho, que acreditamos fortemente que nos levará a realizar cada vez mais ações pela nossa comunidade.

Quando o sonho existe, todo o sacrifício é Esperança!

Anúncios

A AFPA comemora 31 anos!

Na próxima quarta-feira, dia 3 de julho, a AFPA comemorará 31 anos de existência!

À hora do jantar, todos os elementos da direção, voluntários, amigos e família estarão presentes para comemorar esta data tão importante.

Por isso, convidamos todos os que connosco sempre estiveram presentes e queiram partilhar o nosso bolo e o nosso champanhe… basta virem ao nosso “palheirinho”, no Arraial da Barrinha, em Esmoriz.

A mesa está pronta!

A AFPA está presente no Arraial da Barrinha!

A animação de Verão em território vareiro arrancou, no dia 27 de junho, quinta-feira e terminará no dia 7 de julho, domingo,  com o Arraial da Barrinha, em Esmoriz. Muitos foram os visitantes que aderiram a esta iniciativa, enchendo as mesas junto aos palheiros e às tasquinhas das cerca de 20 coletividades presentes nesta edição de 2019 e onde não faltaram ementas para todos os gostos.

A AFPA está também presente com um “palheiro” dedicado a todos os cuidadores informais que mais precisam, com a venda de produtos naturais e oferta de bens (luvas, salva-camas e fraldas…).

No dia 29, sábado, a AFPA entregou um pacote de pensos para o dia à D. Conceição.

A nossa vencedora Tânia e o pai receberam o 1.º cabaz que a nossa Associação sorteou pelos números do totoloto! Ao longo da próxima semana teremos mais 3 cabazes para sortear.

Às 0 horas houve o habitual fogo de artifício.

Governo acorda com BE e PCP a criação do Estatuto do Cuidador Informal

O Governo aceitou criar o Estatuto do Cuidador Informal, que estabelece os direitos e deveres das pessoas que cuidam de familiares dependentes (idosos, pessoas com demência ou doenças crónicas, crianças com patologias graves) em casa. O PS, o Bloco de Esquerda e o PCP chegaram a um acordo que resultou num texto de substituição que prevê a criação deste estatuto, o qual não estava contemplado na proposta de lei do Governo – esta previa apenas medidas de apoio de demorada concretização, não um estatuto formal, e foi por isso muito contestada pelas associações que representam os cuidadores informais.

O estatuto surge agora em anexo e admite-se que pode ser “revisto e densificado” no futuro.

LER + AQUI »»»»»»

A proposta fica aquém do que o BE pretendia e do que os cuidadores informais reclamam, mas no próprio texto sublinha-se que o estatuto pode ser melhorado no futuro. “Este é um passo, não chegámos à meta, mas é um passo importante”, sublinha José Soeiro.

O que resulta deste acordo entre os três partidos é, assim, um texto de substituição que define várias medidas, a maior parte das quais já anunciadas pelo Governo em Fevereiro passado, quando os ministros da Saúde e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social apresentaram as linhas gerais da sua proposta de lei.

Público em linha, em 11 de junho de 2019

AFPA realizou o 1.º Torneio de Natação Adaptada em Ovar

Realizou-se no passado dia 1 de junho, sábado, na Piscina Municipal de Ovar, o 1.º Torneio de Natação Adaptada de Ovar, organizado pela AFPA (Associação Fraterna de Prevenção e Ajuda), sob a orientação técnica da professora Branca Moreira.

Esta iniciativa teve como um dos principais propósitos dotar os nossos atletas de uma necessária motivação competitiva,  dando-lhes a oportunidade de demonstrar as suas capacidades, independentemente das limitações de cada um.

Num total de vinte e cinco nadadores:  7 crianças | jovens e 3 adultos da AFPA, 10 jovens do Feira Viva e, ainda, 5 jovens da Cercivar, foi uma excelente competição saudável, onde todos tiveram a oportunidade de desfrutar da emoção do desporto, a um nível que lhes permita trazer acréscimos de saúde e bem-estar terapêuticos, físicos, fisiológicos e psicossociais, entre outros.

A equipa da AFPA responsável sente que esta tarefa foi muito gratificante, pois sabemos que com esta iniciativa podemos reforçar a autoestima e melhorar a qualidade de vida dos nossos utentes.

Um dia para não esquecer… No final, foi uma festa!

Todos receberam medalhas e lembranças!

Para ver o vídeo do torneio aceda aqui »»»»»»

 

AFPA organiza 1.º Torneio Intergeracional de Natação Adaptada

Realiza-se no próximo sábado, dia 1 de junho, pelas 16 horas, na Piscina Municipal de Ovar, a  1.ª edição do Torneio de Natação Adaptada,  de Ovar, organizado pela Associação Fraterna de Prevenção e Ajuda (AFPA).

Contará com a presença de vinte e cinco nadadores:  7 crianças|jovens e 3 adultos da AFPA, 10 jovens do Feira Viva e, ainda, 5 jovens da Cercivar.

A competição tem início pelas 16 horas e a entrada para o público é gratuita.

AFPA promoveu III Dia do Cuidador

A AFPA-Associação Fraterna de Prevenção e Ajuda e os seus parceiros, o Hospital Dr. Francisco Zagalo de Ovar, a Câmara Municipal de Ovar, a Liga dos Amigos do Hospital de Ovar e a Junta de Freguesia de Esmoriz, promoveram mais uma  iniciativa intitulada “III Dia do Cuidador”, que se realizou no no sábado, dia 18 de maio, no Auditório do Centro Cívico de Cortegaça e em que participaram cerca de 100 pessoas.
Esta iniciativa, dirigida a todos os cuidadores informais do concelho de Ovar e ao público em geral, pretendeu ser um dia dedicado à partilha de experiências dos profissionais do concelho de Ovar que vêm desenvolvendo a sua atividade em torno da segurança e da melhoria da qualidade de vida dos cidadãos mais frágeis e das suas famílias.
O secretariado abriu pelas 9 horas e a mostra e a oferta de produtos aos cuidadores participantes começou pelas 9:30 horas.
Pelas 10:30 horas deu-se início à abertura oficial com as entidades locais e os parceiros convidados e, de seguida, o Grupo Coral “Nós p’ra Voz”, sob a direção artística de Ivo Pinho, apresentou a sua estreia com a apresentação de quatro canções.
IMG_7190
Pelas 11:00 horas começou o Seminário, intitulado “Segurança dos cuidadores informais”, cuja moderadora foi a Drª Maria João Quintela (Vogal da Direção da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade), com uma intervenção da Enfermeira Ângela Fardilha, do GCL – PPCIRA do HFZOvar, sobre o tema “A Higiene das mãos do cuidador informal”; de seguida, Maria da Conceição Graça (Fisioterapeuta Especialista da ESSUA e Presidente da Associação anfitriã), que abordou o tema sobre o “Manuseio seguro e reabilitador de pessoas dependentes” e, por último, a intervenção proferida pelo Dr. Alexandre Rola, Médico Internista do HFZ de Ovar, “Consulta de Geriatria – uma estratégia para a segurança”.

Pelas 13:30h, os trabalhos encerraram com a entrega de Protocolos assinados e autocolantes indicativos a todos os 15 parceiros de serviços do GACI (Gabinete de Apoio ao Cuidador Informal) da AFPA.
Todos os presentes neste seminário receberam formação acreditada pela Unidade Formativa do Hospital Dr. Francisco Zagalo de Ovar.
Foi um dia cheio de alegria e de esperança para a AFPA!!!
Ler mais em:

A AFPA esteve na Secundária Macedo Fragateiro

A AFPA esteve hoje presente na VII Feira da Saúde na Escola Secundária José Macedo Fragateiro em Ovar, organizada pelo PES (Projeto de Educação para a Saúde) e Associação de Pais. O certame mobilizou toda a comunidade educativa, disponibilizando informação sobre a prevenção de doenças e de promoção de hábitos de vida saudável, junto da comunidade educativa, bem como sensibilizou os jovens para a valorização da atividade voluntária do nosso concelho.

 

A iniciativa incluiu mostra de produtos, serviços de saúde (despistes de correção postural, rastreios visuais e de higiene oral, entre outros), bem como palestras sobre as diversas temáticas, atividades físicas e de bem-estar, massagens de relaxamento e degustações.

Cantar faz bem à saúde!

Há inúmeros estudos académicos que constatam que os efeitos fisiológicos que a música produz no organismo do ser humano, tais como alterações na frequência cardíaca e respiratória, alteração na pressão arterial, relaxamento muscular, aceleração do metabolismo, redução de estímulos sensoriais como a dor e outros, podem favorecer a manutenção da saúde mental, a prevenção do stress, o alívio do cansaço físico e a indução do relaxamento.
Cantar em grupo também é um importante recurso para promover efeitos fisiológicos positivos que podem levar à redução da ansiedade, promovendo o bem-estar e fomentando o convívio social|espírito de grupo.
Cantar exerce uma influência direta no estado de ânimo das pessoas.

Ajuda mais a sofrer menos! Não importa a idade!

VEM CANTAR CONNOSCO!

Poema do “Cuidador Informal”

Cuidador Informal

I

Cuidador é aquele que por afecto ou amor

Cuida fervorosamente dos seus familiares ou progenitor

Retribuindo o carinho e dedicação de uma vida inteira

E na partilha das alegrias e tristezas com a esposa ou companheira

 

II

Todos os dias desde o acordar até ao deitar

Começam as tarefas diárias com banhos e a refeição

Mudar fraldas e cuecas, tratar das roupas e toma da medicação

Enfim, não falta trabalho sem direito a retribuição

 

III

Debilitados fisicamente e por vezes mentalmente

Em consequência de acidentes ou sequelas de diversas patologias

Estão excluídos de uma vida sã e dependente exclusivamente

Do auxilio do cuidador, para suportar as incapacidades e arrelias

 

IV

Para cuidar dos seus familiares, muitos cuidadores

Tiveram de abandonar o trabalho com perda de rendimentos

No presente e no futuro na reforma serão penalizados

Por assumirem esta atitude tão abnegadamente

 

V

Aprisionados voluntariamente sem poder usufruir

De uma vivência plena, os cuidadores estão socialmente

Isolados, as férias, os passeios, e os convívios são para banir

Sofrem de grande desgaste fisicamente e por vezes mentalmente

 

PARA LER + »»»»»»»